BENEFÍCIOS DO ENSINO DE UMA SEGUNDA LÍNGUA NA PRIMEIRA INFÂNCIA

A primeira infância, fase que vai de 0 a 6 anos, é o período de maior desenvolvimento cerebral de um ser humano. As experiências vivenciadas, as habilidades adquiridas e os estímulos apresentados nessa fase reverberam diretamente na vida adulta de uma pessoa. Sabendo disso, muitos pais frequentemente buscam o aconselhamento de pediatras ou profissionais da Educação Infantil para entender o que seus filhos precisam aprender, e uma das respostas mais comuns está relacionada ao desenvolvimento e aprendizado da linguagem, da comunicação.

O Brazilian International School, em sua proposta pedagógica, promove a educação bilíngue, por meio do ensino da Língua Portuguesa e da Língua Inglesa, considerando uma imersão linguística e cultural nos dois idiomas.

A aquisição de um segundo idioma na primeira infância traz benefícios que impactam positivamente no desenvolvimento acadêmico e social de um ser humano. Crianças bilíngues desde cedo mostram um desenvolvimento precoce, tornando-se cognitivamente mais flexíveis que as monolíngues.

“O bilinguismo tem efeitos positivos no desenvolvimento linguístico e educacional das crianças. Quando as crianças continuam a desenvolver suas habilidades em duas ou mais línguas através dos anos da escola primária, elas ganham um entendimento mais profundo de linguagem e de como usá-la de forma eficaz. Elas têm mais prática em processar a língua e são capazes de comparar e contrastar os modos nos quais suas duas línguas organizam a realidade. As crianças bilíngues podem também desenvolver mais flexibilidade em seus pensamentos como um resultado de processamento de informação através de duas línguas diferentes. (Cummins, J. (2000) Language, Power, and Pedagogy.)

Indivíduos bilíngues não são apenas capazes de expressar uma ideia em duas línguas, mas também têm a oportunidade de vivenciar experiências que fazem parte de duas culturas. O bilinguismo é de fato a chave para o biculturalismo. A aquisição simultânea de duas ou mais línguas desde o nascimento não representa um risco para o desenvolvimento cognitivo ou social das crianças, e sim, oferece benefícios muitas vezes não disponíveis para monolingues. Seguem aqui algumas dessas vantagens:

Facilidade para se comunicar

Em comparação com as crianças monolíngues, as crianças multilíngues são expostas às mais diversas experiências sociais, o que as ajuda a desenvolver diferentes perspectivas sobre uma situação pessoal ou coletiva. A capacidade de considerar perspectivas diferentes é um traço chave na comunicação e pode servir para uma variedade de situações, desde relacionamentos interpessoais até ambientes de trabalho. No Brazilian International School o trabalho com as “soft skills” e a inteligência emocional se inicia desde a Educação Infantil, por meio de projetos como “A journey through emotions” ou “Values matter”.

 

Agilidade para aprender outros idiomas

A aquisição de vários idiomas pode ajudar no processo de aprendizagem de uma nova língua, bem como melhorar a competência na língua nativa. Isso ocorre porque as línguas reforçam umas às outras e fornecem ferramentas para fortalecer as habilidades fonológicas, morfológicas e sintáticas. Os alunos do Brazilian International School iniciam o aprendizado da Língua Espanhola a partir do Ensino Fundamental 2. A fluência na Língua Inglesa já adquirida desde a Educação Infantil até o Ensino Fundamental 1 permite que o terceiro idioma seja internalizado ainda mais facilmente.

 Consciência cultural global

Ser bilíngue expõe um indivíduo a diversos costumes, ideias e perspectivas de diferentes culturas. A língua é a identidade de um povo e aprender novos idiomas desde a primeira infância amplia as experiências de imersão em diferentes culturas e o desenvolvimento do respeito e apreciação à diversidade cultural de cada povo. Os alunos do Brazilian International School têm a possibilidade de participar de projetos interdisciplinares como “Cultural Diversity” ou “Traveling through English speaking countries” ampliando, assim, a consciência global das crianças.

 

Retardar o início de Alzheimer / demência

Estudos - matéria VEJA¹, BIALYSTOK e outros (2007)² - mostram que a aquisição de uma segunda língua desde a primeira infância auxilia no desenvolvimento das funções executivas cerebrais, retardando a manifestação de doenças degenerativas como o Alzheimer. Isso se deve ao constante controle mental do uso de múltiplas línguas, que exercita o cérebro e ajuda a evitar que ele degenere.

 

Maiores oportunidades acadêmicas e profissionais no futuro

A habilidade de dominar a comunicação em mais de um idioma promove um diferencial acadêmico. No Brazilian International School os alunos do High School têm a oportunidade de se graduarem com o Dual Diploma, ampliando as possibilidades para as futuras escolhas acadêmicas e profissionais.

 

A aquisição de uma segunda língua na primeira infância deve ser compreendida como uma excelente oportunidade de promover à criança experiências multiculturais. Ainda assim, é preciso lembrar que para uma criança se tornar um indivíduo bilíngue, a exposição e a imersão ao segundo idioma devem ser feitas com constância e intencionalidade pedagógica. Uma criança não se tornará fluente em um novo idioma assistindo a um programa de TV uma vez por semana. Sua exposição à nova lingua deve ser consistente, envolvente e significativa. As crianças não entendem os benefícios de longo prazo do aprendizado de línguas, mas têm um desejo inato de se comunicar e de serem compreendidas. É por isso que o novo idioma deve ser mais do que uma atividade casual. Ele precisa ser integrado a um ambiente significativo e acolhedor para que a criança realmente vivencie situações que a ajudarão a internalizar a segunda língua e usá-la com naturalidade e domínio. Esta é a proposta do Brazilian International School: a formação de comunicadores bilíngues e multilíngues que constroem pontes entre as distâncias geográficas e culturais, prontos para vivenciar as mais diferentes oportunidades que a vida lhes apresentar.

 

¹ Você fala mais de um idioma? Está mais protegido do Alzheimer. VEJA SÃO PAULO, São Paulo, 1 fev 2017. Disponível em: https://veja.abril.com.br/saude/voce-fala-mais-de-um-idioma-esta-mais-protegido-do-alzheimer/. Acessado em 22/10/2021

² BIALYSTOK, E.CRAIK, F., FREEDMAN M. Bilingualism as a protection against the onset of symptoms of dementia. In Neuropsychologia, 2007 Jan 28;45(2):459-64. 

 

SAIBA MAIS: